sábado, 7 de maio de 2011

Estava a ter uma formação nas instalações duma faculdade de letras. Quando o quadro branco foi iluminado pelo projector, pôde ler-se distintamente por baixo pedaços de uma aula já apagados. Um deles constava de qualquer coisa como: "sentaste diferente de sentas-te", e noutro "poder diferente de puder". Assustei-me um bocado.

2 comentários:

Saltapocinhas disse...

acho muito bem que ensinem a escrever seja lá onde for!
se passares os olhos por alguns blogs de gente que frequentou a universidade, hás-de achar muitos que não sabem essas diferenças.

Castanha Pilada disse...

Mas deviam... não deviam? Não imaginava profes da universidade a explicar isso, imaginava-os mais a chumbar a malra e... tchau!