sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A senhora brasileira à minha frente ganhou finalmente coragem e pediu:
- Você escreve a carta p'ra mim?
Eu, ciente de que ela não era analfabeta e vendo a fila imensa de gente que ainda tinha para atender, recusei amavelmente:
- A senhora senta-se ali, calmamente, e escreve. Depois entrega-me. Se tiver alguma dúvida estou ao dispor.
- Mas - insistiu ela - eu vou escrever tudo errado!
- Tudo errado como?
- Errado! O que p'ra gente é certo p'ra vocês é errado!
- A senhora não vai escrever errado, vai escrever com as regras do português do Brasil. Isso não é errado, é só diferente!

Mentalmente, no entanto, o que me apetecia dizer-lhe não era bem isso. O que me apetecia dizer-lhe era mesmo:
-Oh minha! Se tu visses o que eu recebo aqui todos os dias escrito por portugueses de gema!... Ias achar que merecias o nobel da literatura!

5 comentários:

A Senhora disse...

Ceeerto... Vou mandar depois um email sobre os erros em provas para entrar em faculdades daqui. É espantoso!

Narizinho Lunático... disse...

E o Novas Oportunidades?? Vejo por lá cada erro que até me faz arrepiar a alma... Enfim, é o estado da cultura e ensino neste belo país! :p

Mariquinhas disse...

O teu pensamento foi simpático e sem "grilos"...Não terá sido uma maneira, hábil, de não preencher os papéis?:))
Olha, Castanha, não costumo ser desconfiada mas, os nossos irmãos brasileiros, tal como nós, sabem muito;))

Castanha Pilada disse...

Senhora, deve ser mais ou menos como aqui...

Narizinho, acredito. Acredito piamente.

Pois sabem Mariquinhas. Mas ela pareceu-me mesmo preocupada com a fraca figura que pudesse fazer. Tadinha!

DaniQualquerCoisa disse...

Posso concordar que os jovens (incluíndo-me) estão a degradar o nosso português. No entanto, não posso dar muitos comentários a respeito do assunto, já que dou o meu ocasional e arrepiante erro (que vergonha). Ainda assm vejo uns que são bem piores que eu, uns que pergunto como passaram da 4ª classe, mas que aos poucos me vou habituando (são tantos) xD