terça-feira, 18 de novembro de 2008


Aqui se hão-de contar histórias, para quem quiser lê-las. Histórias da vida, do trabalho, da ida ao super-mercado, das pessoas com quem me cruzo e nem conheço mas adivinho... Não serão mentiras nem verdades, serão o filtro dos meus olhos. A rotina pode ser uma coisa fabulosa.
Depois de contadas, são para deitar fora.

13 comentários:

Anónimo disse...

Venham de lá essas histórias.

Euzinho

Patricia Lousinha disse...

Meia-dúzia? Eur' e meio! Quentinhas e boas, freguesa!

A Senhora disse...

Adorei!! Já estou aqui esperando a primeira fornada!

bjs

kuka disse...

Já estou sentadinho à espera.

kuka disse...

Será descendente da padeira de Aljubarrota?

Emiele disse...

O dia-a-dia é a coisa mais fabulosa que há! A gente se for dizendo tudo o que vamos observando há matéria para romances que nem o Guerra e Paz (em tamanho, té bem de ver!)
Eu adoro esse tipo de histórias e acredito que este blog vai ser fantástico.
Força

(assinado «uma-futura-leitora-fiel»)

Miepeee disse...

So meia duzia, que forreta.
Quero mais se faz favor :)
Beijinho

Castanha Pilada disse...

Euzinho, vamos tentar.

Patrícia, quentinhas é às 18 horas. Certinhas! :)

Senhora, está já saiu! :)

Somos todos descendentes da padeira Kuka, bruto como o caraças!

Obrigada Emiele, vou-me esforçar!

miepee, olha que as castanhas em demasia dão gases! Lol!

lost disse...

Sendo eu degustadora de castanhas piladas...começa por ter logo um nome muito apelativo, como com certeza serão as histórias que por aqui irão sendo relatadas!

:)

Castanha Pilada disse...

lost, achei um nome estúpido q.b.
:))))))))))

FRANCO disse...

O cotidiano, em forma de castanha, será sempre bem vindo, porque virá sempre com um embrulho diferente e bonito, para que a nós 'comedores' nos caia que nem ginjas!

Castanha Pilada disse...

:)))

Ana disse...

:)