sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Umas semanas antes do Natal junta-se a malta do escritório e toca de ir jantar. À marisqueira, ao alentejano que faz bacalhau com natas ou àquela tasca que faz pregos no prato e febras... à tasca. Fazem de conta que se gostam muito, mas não é hipocrisia. É a vontade de se gostarem muito. Alguns, gostam-se mesmo.
Cada um fica com a missão de comprar uma prendinha por um valor que só uma imaginação avançada permite ultrapassar de forma criativa. Depois, mete-se tudo num saco e distribui-se. Com a ajuda do vinho de jarro, todos se riem e batem palmas de cada vez que um presente é aberto e desvendada a surpresa. Os que bebem água, geralmente senhoras em dieta, riem-se também, por efeito do vinho dos outros. As prendinhas são sempre iguais, ano após ano. Velas, caixinhas das pequenas de Mon Chérie e Ferrero, bibelots de bradar aos céus. Também aparecem invariavelmente os gadgets de sex-shop, cuequinhas com tromba de elefante e pilinhas de dar corda. Compradas pelos engraçados. Todos os restaurantes simpáticos, nesta quadra, se enchem de grupos iguais com os mesmos tiques e a mesma rotina.
Depois, vão todos para casa, dormir e preparar-se para mais um ano de convivência com pessoas que não escolheram para passar, afinal de contas, a maior parte dos seus dias.

7 comentários:

A Senhora disse...

E não é que é assim mesmo? Aqui, alugávamos uma chácara e passávamos do almoço até final da tarde entre churrascos, saladas, e cerveja - eu, água, mas é porque não gosto de cerveja. Mas o sentimento de no ano seguinte ser o replay daquele ano, e que nada mudaria por mais que desejássemos... ai, ai...

lost disse...

É triste...mas é mesmo assim...

mfc disse...

Essas natalices não me irritam, até me fazem sorrir.

papagaio disse...

é a altura do ano que se come a conta do patrao(como ele nos "come" o ano inteiro).....epá fardilhas tu apresenta-me esse teu grupo é so festanças ,fazem parte de algum coro foclorico é?ehehehehhe

Castanha Pilada disse...

Senhora, aqui não dá para alugar chácaras, que é uma rapa do caraças nesta altura!

Lost, é assim... mas nem por isso é triste... é só assim.

mfc, a mim também não irritam. Estas banalidadaes são a nossa vida e as nossas pequenas alegrias.

Papagaio, no meu caso é mesmo à nossa conta. Quem é o Fardilhas?

Emiele disse...

Os «jantares do Natal» começa-se a ir 'porque sim', porque é chato não ir, depois até se acha graça.
E dá pretextos para posts destes!
(as minhas prendas costumavam ser mais ou menos 'inventivas' mas sempre me diverti a inventar coisas um pouco inesperadas)

Castanha Pilada disse...

Claro que tem graça! E às vezes sai cada buba!