sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A jovem mãe percorria o super-mercado atarefada, com os dois filhos pequenos, de idades muito aproximadas, cada um agarrado a um lado da saia da progenitora. Quando esperava pela sua vez, na caixa, duas senhoras daquelas amorosas que têm um radar incorporado e não perdem pitada da vida dos que com elas se cruzam, detectaram as crianças e começaram a interagir com elas que, assustadas, se escondiam atrás da mãe.
- Ai tão lindos!!! Oh meu querido, como é que te chamas? Quantos aninhos tens? - insistiam elas perante os dois miúdos assustados.
Depois, com a curiosidade quase a rebentar-lhes a pele em pústulas, perante as diferenças óbvias entre os dois rebentos, um moreno-tropical e o outro louro-escandinavo, viraram a força de ataque para a mãe e começaram a interrogar, com grandes sorrisos desenhados em lábios pintados de vermelho-vivo pelo lado de fora:
- Tão queridos!!! São seus??? São irmãozinhos??? Tão lindos!!! Mas tão diferentes! Nem parecem filhos do mesmo pai!!!
E ela, tão simples como as árvores:
- Pois. É porque não são mesmo.

14 comentários:

A Senhora disse...

:)))))

Incrivelmente os meus são quase assim. Um com cabelo bem preto e outro claro, e pouca diferença de idade. Entretanto, quando rolavam aos socos pelo super-mercado (não, eles não são tímidos), perguntavam: que lindos! são gêmeos?
Agora percebo que poderia haver algum grau de sinismo nisso, não? :)))

Emiele disse...

Toma e embrulha!!!
Grande mulher!
:)))

Castanha Pilada disse...

Senhora, sim, poderia. :))))

Lol Emiele, há pessoas assim, arrumam logo a questão.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Irritam-me as intrometidas que se fingem d simpáticas, para tentar espiolhar a vida dos outros.

Castanha Pilada disse...

E a quem não irritam?...

Monday disse...

quando as minhas saíram com a mãe no parque, perguntaram: puxa, linda sua filha! e a loirinha, é amiguinha dela?

Janette disse...

Lol! Gostei da descrição das senhoras com "grandes sorrisos desenhados em lábios pintados de vermelho-vivo".

mfc disse...

Esta fez-me lembrar aquela história...

- O teu marido assistiu ao parto?
- ... nem ele, nem o pai da criança!

Castanha Pilada disse...

Lol Monday, as pessoas preocupam-se tanto com a vida dos outros!

Obrigada Janette :)))

mfc, não tem que ser necessariamente nessa onda! :)))

mfc disse...

Eu sei que não!
Mas ao ler ocorreu-me essa história.

Tia Brites disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Castanha Pilada disse...

Ocorre-nos sempre qualquer coisa :)))

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Kakakaka
Resposta simples e direta!!!
Amei!!!

Castanha Pilada disse...

É o que se chama aqui: Vai buscar!