quinta-feira, 5 de março de 2009

A mulher à minha frente tinha urgência. Não de resolver o assunto que trazia, mas de aliviar a alma. E resolveu fazê-lo comigo.
Sem me conhecer de lado nenhum e em menos de cinco minutos, contou-me que vive com a mãe velhinha e doente, que a irmã e o cunhado não querem saber de nada.
- Conhece a Julinha das Muletas? - perguntou-me de rajada.
- Eu... não... - respondi confusa.
- Como não? Aquela a quem a segurança social tirou o Bruninho! Toda a gente a conhece!...
Pois bem, a tal Julinha das Muletas era a irmã dela, a que não quer saber e só lhe ronda a casa para conseguir dinheiro. Antes dela sair com a certidão emitida, fiquei ainda a saber que, tanto ela como o homem dela, já agarraram o vírus da SIDA.
Chamei o cliente seguinte e esqueci tudo.

12 comentários:

A Senhora disse...

OOOOOOOOOOOhhhh... Tudo?! :))))

Castanha Pilada disse...

Tudinho!

Monday disse...

em resumo, falaste com uma sinopse, não?

Taralhoca disse...

Agarraram o vírus e depois o que fizeram com ele?? Entregaram-no à polícia?

Castanha Pilada disse...

Mais ou menos Monday!

Não sei Taralhoca, foi assim com essa palavra que lea me explicou, mas eu nem me atrevi a fazer perguntas.

Saltapocinhas disse...

xiça!!

(e obrigadinha pela não ajuda!!)

Emiele disse...

Ui!

Realmente o melhor é esquecer e depressa.
A minha experiência de «ouvinte certificada mas sem diploma» é mais nos transportes públicos. Quer nas paragens de autocarro (o metro não dá para isso não sei porquê) quer depois, lá dentro do dito, também apanho umas tristes a quererem contar a sua vida e alguém que abane a cabeça e diga «Coitada!» «Ah, sim?!»

Castanha Pilada disse...

De nada Saltapocinhas, é que só conheço mesmo o leite com mel... e odeio!

Emiele, de facto o metro é muito opressivo para essas coisas.

mfc disse...

Por vezes já não aguentamos mais viver o problema dos outros.

Castanha Pilada disse...

No meu caso é mais "por favor não ponhas a tua vida ao sol à frente de estranhos!!!"
Mas ela pôs na mesma...
No fundo é o que eu faço aqui todos os dias. Escondida atrás duma boneca muito transparente...

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Às vezes as pessoas estão tão solitárias que se abrem com o primeiro que vem a frente...

Castanha Pilada disse...

É... casos de carência absoluta de atenção.