segunda-feira, 11 de maio de 2009

Pedi-lhe para aguardar um pouco e, enquanto esperávamos que o processo descesse do arquivo, fui adiantando umas coisas. Mas não por muito tempo, porque o meu cliente queria mesmo conversar:
- Vou-lhe mostrar o meu telemóvel novo!
E sacou dum telemóvel de última geração que tinha no bolso da camisa. Trazer um telemóvel, um lápis ou um pente no bolso da camisa significa "remotas hipóteses de vir a fazer parte do meu círculo de amigos". Mas em contexto de trabalho há que ser simpática e aquela coisa horrível... como é mesmo? Ah! Condescendente. É isso!
- É muito bom é! - respondi eu sem que mais nada me viesse à cabeça no momento.
- Este telemóvel faz coisas que você nem imagina - continuou ele - e eu ainda só não consegui descobrir como é que se tira fotografias com ele! Mas hei-de descobrir! Que isto tem uma câmara que é uma categoria! Mas é complicado, o sacana!
- Pois é - retorqui eu numa tentativa de fazer um pouco de humor ligeiro tipo familiar para encher tempo - hoje em dia fazem telemóveis com tantas funções que depois é uma confusão! Parece que já há alguns com casa de banho e tudo!
E ele, passando de repente do ar divertido com que estava para o ar sério compenetrado:
- Com casa de banho?! A sério?!
- Oh que caraças - pensei eu - o gajo levou a sério! E agora?
- Estava só a brincar - expliquei.
- Ah - respondeu ele um pouco desiludido por já não poder gabar-se aos amigos de ter um telemóvel onde se podia enfiar a pila.

6 comentários:

Emiele disse...

É a coisa mais horrível que há, quando se diz uma graça e nos respondem a sério. Eu costumo ficar envergonhada por eles!!...
Também encanito com
esse tipo de coisas no bolso da camisa, mas tenho um grande amigo que tem essa mania com o telemóvel. E a verdade é que sempre que se inclina o raio da coisa cai ao chão. Já estragou alguns mas não tem emenda!!!

Castanha Pilada disse...

É tão mau não é? Quer dizer, não perceberem as nossas piadas. Sentimo-nos mesmo toscos!

Mariquinhas disse...

A Castanha, foi "condescendente" e caridosa ( essa ainda é mais horrivel), senão vejamos: não desiludia o homem e ele andava à procura do dito cujo (telemóvel com as tais funções específicas) e depois...Ele, que nem para tirar fotografias atinava, onde iria por a...:))

Homens, com coisas no "bolso da camisa" ou com bolsinha de baixo do braço,não são boa vizinhança, não senhora.
Muita "Pachorra" tem a Castanha!
Tenha um dia muito feliz!

Taralhoca disse...

As questões que, de um ponto de vista estritamente prático, se me colocam são: onde armezenaria o telemóvel os dejectos?; viria equipado com uma cortina?; em caso de curto circuito electrocutaria partes baixas?
Eu também ficaria séria.
:)

A Senhora disse...

Lembrou-me a minha mãe que tinha o mau hábito de cair nas minhas brincadeiras. Então... juntava eu e meu irmão e aumentávamos até...:)) Rendeu boas histórias!!

Conheço um que coloca as coisas em todos os bolsos disponíveis, e ainda assim consegue perder os documentos... na própria carteira.

beijinhos

Castanha Pilada disse...

Mariquinhas, e eu lá estava para levar com uma reclamação uns dias depois quando ele desse conta que tinha andado a fazer figuras tristes nas lojas de telemóveis?

Taralhoca, essa questão da electrocussão das partes baixas é deveras pertinente! :)))

Lol Senhora, tira-lhe os bolsos!