domingo, 31 de maio de 2009

- Eu vou-lhe explicar uma coisa! - disse-me o homem grande e barrigudo com os dois botões de cima da camisa abertos exibindo um medalhão dourado - Eu sou uma pessoa muito complicada! E sabe porquê? Porque sou uma pessoa muito simples! Porque penso muito depressa, vejo logo tudo o que está errado!
Dito isto, ficou com um ar satisfeito como se tivessem anunciado um óscar em seu nome.
O que eu respondi foi como se não tivesse ouvido nadinha, porque nadinha valeu aquela informação para mim:
- Vou precisar do seu bilhete de identidade.
O que eu pensei, no entanto, foi:
- Vai-te f*der!
Estão a ver? Simples? Simples sou eu!

12 comentários:

A Senhora disse...

É... o seu pensamento era realmente simples e direto! :)
Pena que nem sempre a gente pode dizê-lo, né? :)

Castanha Pilada disse...

É. Uma peninha mesmo.

Paula Raposo disse...

As tuas histórias são fantásticas!! Eu pensaria o mesmo que tu, podes crer. Beijos.

Castanha Pilada disse...

Ainda bem! Era difícil não pensar! :)))

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariquinhas disse...

Mais um cromo para a colecção!

(o comentário eliminado era meu)

Monday disse...

olá, moça, depois de alguns séculos, de volta às visitas por esses prados ...

e adorei rever sua simplicidade ... lol

Emiele disse...

Um «cromo» é pouco!!!
Claro que quando começaste a descrever o tipo, já estava metade dito...
:)
E outra coisa é esse tipo de discurso que mostras aqui. Sempre embirrei com as pessoas que 'arrastam a conversa' com auto perguntas.
«E sabe porquê? Porque sou uma pessoa muito simples! »Quando me acontece apetece sempre interromper a pessoa e estragar o efeito, ( «e porquê, pergunta você» dizem eles e eu interromper dizendo «não lhe perguntei nada!»)

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Realmente há pessoas que dizem coisas que não nos servem para nada e nem entendemos o porque falaram tal coisa...
Hahaha amei seu pensamento, concerteza teria pensado o mesmo...
Parabéns... kakaka

Castanha Pilada disse...

Lol Mariquinhas! E eu tenho cá uma colecção!

Olá Monday! Andavas perdido pá?

Emiele, o Herman, nos seus tempos áureos, é que retratava bem esses espécimes: E perguntam vocês: Mestre!...

Nóa, é tão fácil e tão tentador pensar isso de vez em quando não é? :)

Emiele disse...

Pois era, Castanha, tal e qual! Que saudades «desse» Herman!

Monday disse...

Não perdido, apenas um pouco mais aterafado ... mas a gente nunca esquece os lugares que gosta de visitar ...