domingo, 10 de maio de 2009

Sabem quando é que eu deixei de enviar mensagens de ano novo para os telemóveis dos amigos?
Foi no ano em que escrevi qualquer coisa do género "Um feliz 200... para todas as pessoas bonitas que eu conheço. Tu és uma delas" e mandei para toda a gente da minha lista.
Algumas semanas mais tarde vim a saber que tinha havido grande vendaval entre um casal meu conhecido. Ele recebeu a mensagem e não estava presente. Ela foi lá e leu. Achou imediatamente que nós tínhamos um caso e reagiu à medida. Foi ele que me contou:
- Eh pá! A M***** ficou lixada com a tua mensagem de ano novo! Fez-me cá uma cena!
E eu aparvalhada:
- Mas eu mandei igual para toda a gente da minha lista!
- A sério? Se eu sabia tinha-lhe dito...

Não é que o parvo pensava que tinha sido mesmo só para ele?

Anyway... já se divorciaram. E eu não tive nada a ver com isso.

11 comentários:

Emiele disse...

Olha que ainda por cima é um tanto 'atado'; é que mesmo que pensasse que era só para ele (ena, ena!) podia sempre vender essa à mulher, a ver se pegava!... Eu cá acho que era logo o que diria num caso desses.

Por acaso não costumo mandar dessas colectivas, e há umas mais ou menos compridas, que quando recebo tenho a certeza absoluta que foram colectivas!... Não havia pachorra para escrever uma coisa assim grande só para eu receber. Tenho a postura mesmo oposta à do teu conhecido.

F Nando disse...

Sinais dos tempos e de comodismo pois é mais facil enviar para todos e por vezes pensamos será que não me esqueci de ninguém? Eu faço o mesmo mas acho que este ano aquelas pessoas mesmo especiais merecem um postal personalizado e assinado por mim. Bem ainda faltam 7 meses até lá e tenho que vir a saber das respectivas moradas o que não é facil nalguns casos...
Bjs

Castanha Pilada disse...

Emiele, eu nunca mandei dessas que recebia cheias de palermices, escrevia as minhas próprias. Mas agora nem isso!

Nando, mas eu também faço postalinhos! Virtuais... mas são postalinhos! E feitos por moi meme!

Mariquinhas disse...

Bisbilhotar é feio, não compreender é mau e assim nasce um equívoco.

A Senhora disse...

Ora, veja só! Não é que é fácil criar uma confusão pelo telmóvel? :))

Castanha Pilada disse...

Mariquinhas, aí é que está. Há pessoas que estragam tudo à volta!

É fácil sim, Senhora. Por telemóvel ou por outro meio qualquer. Digo eu.

LUA DE LOBOS disse...

isso só prova que a confiança está já muito deteriorada entre os humanos... é que se não houvesse tanta traição à solta, se calhar, isso não ava no que deu.
xi
maria

Gi disse...

Parvo ele e parva ela; pena terem-se divorciado, assim não estavam a estragar 2 famílias.

PS: Não tenho nada que estar a dizer isto; mas pessoas que "cuscam" as coisas dos outros, enervam-me.

Taralhoca disse...

Os telemóveis vieram trazer uma carga de trablhos, foi o que foi. Carregamentos obrigatórios, toques estapafúrdios em momentos inoportunos e falta de argumentos par não dar sinal de vida em épocas festivas...
Eu cumpro, mas contrariada. Vai uma sms original minha para a maioria. Mas alguns poucos continuam a receber postais.

divagacoesaoluar disse...

aH ah ah! Esta foi boa! O que uma sms inocente pode fazer :)

Castanha Pilada disse...

Lua, também há pessoas muito desconfiadas, benza-as Deus!

Gi, os cuscos enervam qualquer um. Eu, por exemplo, só cusco discretamente. Para vos poder contar depois.

Taralhoca, essa dos toques inoportunos dá pano para mangas!

É mesmo Divagações. É mesmo!