sexta-feira, 18 de setembro de 2009

ELE: E agora aqui no fim, escrevo "cumprimentos"?
EU: Não. Aí no fim escreve "pede deferimento" e depois assina.

Ele olhou-me com estranheza, como se o estivesse a mandar enfiar a caneta no rabo, ou como se achasse que eu estava simplesmente a gozar com a cara dele. Mas não discutiu. Lá deve ter achado que era melhor assim.
Então, com uma caligrafia envergonhada, quase sumida, escreveu na parte inferior da folha A4 que tinha à sua frente: "Pé de ferimento"

9 comentários:

Gi disse...

Também quem manda termos um Estado tão rebuscado! ;)

A Senhora disse...

Eu lendo o primeiro parágrafo e meu filho já no último. Eu paro para explicar o que seja "pede deferimento". :))
Só depois é que fiquei aqui, rindo como uma idiota. :)))

Paula Raposo disse...

Aiiiiiiii!!! Santa ignorância! Bom fim de semana, beijinhos.

Mariquinhas disse...

Delicioso - "Pé de ferimento":))
Razão tinha o senhor, realmente, "cumprimentos" fazia mais sentido;))
Vir aqui depois do telejornal é um bálsamo!

mariabesuga disse...

Se soubesses o que dali ia sair até tu terias preferido os cumprimentos...

Onde quer que esse requerimento tenha chegado foi... de ferido de certeza...

Bj

R. disse...

Eu sei que é de mau tom rir da ignorância alheia. Mas ri. E não sei se me conseguiria controlar se estivesse no lugar da Castanha. :)

R.

Monday disse...

Hilário ... estou rindo até agora ... e você, sua sortuda, ainda pode presenciar a cena ... lol

Emiele disse...

Coitadinho!!!!
Deve ter imaginado que eras completamente doida e não te quis contrariar.... :)

Castanha Pilada disse...

Gi, não é assim tão rebuscado. Só uma bequinha.

Senhora, lá se foi a explicação.

Tadinho Paula! :)))

Mariquinhas, se eu adivinhasse que ia sair aquilo!...

mariabesuga, a gente emendou não foi? Lol!

R., às vezes não é nada fácil a gente controlar-se!

Sortuda Monday? Exigiu-me um esforço de auto-controle! Nem te passa!

De certeza Emiele. De certeza.