domingo, 27 de setembro de 2009

Não me parecendo que a senhora à minha frente tivesse qualquer tipo de deficiência, nem estivesse grávida, tive que lhe perguntar por que motivo tinha tirado tiquet de atendimento prioritário.
- Porque estou com pressa! - respondeu ela muito despachada.
- Vai-me desculpar, mas a pressa não é um motivo válido para tirar tiquet de atendimento prioritário.
- Então tiro qual? - continua ela - Se não tirar uma destas não sou atendida antes dos outros!
- Pois. O atendimento prioritário é para deficientes, grávidas, idosos, pessoas com crianças de colo e advogados.
- Então e quem está com pressa?
- Vem numa altura em que não esteja com tanta pressa. Eu não posso atendê-la com esse tiquet. Há muitas pessoas que chegaram primeiro.
- Sim, mas se não tiram tiquet prioritário é porque não têm pressa não é?

E enquanto argumentava com a mulher que não queria entender a lógica objectiva das prioridades, eu pensava como seria bom viver num mundo em que as pessoas fossem tão honestas consigo e com os outros, que até a pressa podia ser um motivo válido para atendimento prioritário nas repartições.

11 comentários:

Lumitoca disse...

ADVOGADOS??????

Castanha Pilada disse...

Sim. Não sabias? Os advogados têm o direito legal de ser atendidos prioritariamente no exercício da sua profissão.

Taralhoca disse...

Os chicos-espertos dão-me cabo dos nervos. Sobretudo quando estou à espera. Dá-me vontade de pegar na cadeira e dar-lhes com ela nas costas.
Para felicidade do meu registo criminal até hoje só me deu vontade, ainda não me deu na veneta...

mfc disse...

Mas ao menos foi franca... e burra!

snowgaze disse...

se pensarmos bem, ela até tem uma certa razão... o problema é que se fosse assim toda a gente tirava o ticket prioritário que deixaria de ter prioridade alguma. :)

A Senhora disse...

Hummm... e se ela fosse clautrofóbica, ou agorofóbica, ou alguma-coisa-fóbica, ainda assim não teria prioridade? Nem que fosse para vocês se livrarem dela? :)

Luís Maia disse...

É possível um advogado ser também chico esperto ? Ou seja mesmo que não tenha mais nada que fazer, tirar a senha para passara à frente dos outros ?

Não recomendo a cadeira nos cornos dum advogado, porque será uma forma de dar algum a ganha a um colega do agredido.

Então é um médico não tem direito a ter prioridade ?

e um engenheiro que pode ser primeiro-ministro vai para a bicha ?

Essa lei vê-se logo que foi escrita por um jurista

Castanha Pilada disse...

Taralhoca! Tu controla-te rapariga!

mfc, pois, a segunda é que a lixou.

Elementar snowgaze.

Senhora, a gente livrou-se dela. Não tão depressa como ela queria...

Luís, só queria notas de 500 como advogados que aparecem a acompanhar amigos só para eles passarem à frente. Mas também só queria notas de 500 como advogados que se recusam a usar do direito de prioridade por acharem indecente.

Mariquinhas disse...

Advogados e também solictadores, não?
Digo isso porque uma vez estranhei um senhor na conservatória do registo predial ter exigido prioridade por ser solicitador - depois não reparei se estava com razão ou não. Dizes bem - "como seria bom viver num mundo ..." assim.

Emiele disse...

Cá por mim acho que ela até tinha razão. Devia haver um guichet para quem tem pressa e outro para quem tem o tempo todo. Pode ser grávida ou deficiente e não ter mais nada para fazer... :)
Sempre tive dúvidas com essa coisa das grávidas: só dar se tiver barriga?

Castanha Pilada disse...

Boa Mariquinhas, solicitadores na verdade nem sei. Mas temos alguns clientes habituais que o são e não costumam usar o direito.

Emiele, teoricamente tens que exibir atestado. Claro que se tiveres barriga também dá! :))) E se houvesse uma fila para quem tem pressa, o desgraçado do funcionário que lá estivesse trabalhava que nem um cão.