quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Foi há dias que a minha mãe, num almoço de família, me atirou à cara com o desvelo duma mãe orgulhosa, que quando eu tinha doze anos poupava a minha semanada para comprar as Selecções do Reader's Digest. Eu que, como toda a gente, vou guardando ao longo da vida ficheiros no arquivo morto, reagi àquilo com um esgar de horror. Selecções do Reader's Digest?! Eu?!
Mais tarde, já mais calma, fui à cata do ficheiro perdido. E, para minha desgraça, ele lá estava a piscar-me o olho no meio de imensa tralha esquecida e cheia de pó. É verdade, eu passei horas naquela idade a deliciar-me com história de meninos que tinham nascido sem pernas nem braços, ceguinhos e com a língua de fora, com histórias de famílias que tinham sobrevivido a desgraças inimagináveis e corajosos lutadores pela liberdade que fugiram de países comunistas só com meia carcaça e um baralho de cartas.
As Selecções do Reader's Digest eram o meu Reality TV na altura.

19 comentários:

A Senhora disse...

Quem assinava essa revista era a minha avó (casada com meu avô que tinha a biblioteca). Então, quando o tempo que eu fosse ficar por lá era curto, era na sua coleçào, toda certinha, que eu me enveredava. É... eu lembro que chorava com aquelas histórias. Muito besta! :)))

R. disse...

Essa descrição das "Selecções" está um mimo. :D

R.

Sininho disse...

Tens um prémio a receber na 'Terra do Nunca', parabéns e apareçe ;)
bj

Paula Raposo disse...

Lembro-me perfeitamente. Eu também lia...beijos.

Castanha Pilada disse...

Senhora, besta não! Uma mocinha emotiva... como eu!

R. e não era assim? :)))

Olá Sininho, por acaso já tinha visto. Obrigada. Responderei em breve! :)

Paula, pelos vistos não estava sozinha :)

Erica Maria disse...

Adoro essa revista!

Saudades daqui, bjos!

kuka disse...

Também tenho memórias dessa revista. Mas acho que não lia o mesmo que tu. Era mais as: piadas de caserna, rir é o melhor remédio e flagrantes da vida real.

snowgaze disse...

Eu também era como a cuca, só lia as partes engraçadas. :)

Mariquinhas disse...

Ontem escrevi o meu comentário, julgava tê-lo enviado, estou com net móvel e com pouca rede, deve ter-se perdido, isto para dizer que entretanto o Kuka falou das secções que eu procurava ler.
Do que falas também me lembro, mas, passava à frente - tinha medo...
Esta revista, lá em casa, estava num "sítio" muito particular onde o meu pai a lia:))
Eu, volta e meia, espreitava as "piadas de caserna" e rir é o melhor remédio - não me lembro de achar muita graça, mas eu era também pequena e por outro lado era uma edição brasileira e na altura não estava tão familiarizada com o "sotaque";))
Achei interessante teres falado em "arquivo morto"- eu durante algum tempo não o gostava de revisitar mas, com a idade/maturidade, foi-se tornando importante fazê-lo - juntar todos os pedaços da minha história que, porventura, alguma vez enjeitei, para perceber melhor, hoje, quem sou e porque sou assim e não assado:))

Taralhoca disse...

Que menina tão pouco esperta!
(diz a minha gula que me estourava a semanda toda em doces)

Gi disse...

É por isso que ela agora está na falência: porque tu já não compras.

Eu também lia e tenho no meu blogue o link; volta e meia vou lá distrair-mne. :)

Estou a gostar da música.

Mariquinhas disse...

Castanha, como pediu uma dica para música aqui tem 10 m de Nino Rota responsável por muitas bandas sonoras do cinema "neorealista italiano" neste caso "La Strada" de Felinni é uma idéia haverá mais...

Castanha Pilada disse...

Erica, mesmo?

Kuka, eu lia tudo, os 12$50 tinham que render, mas curtia mais os dramas.

snowgaze, acho que a cuca é macho...

Mariquinhas, acho que é isso que eu ando a fazer aqui: a juntar as peças. Quanto à música, eu até agora só tenho usado música portuguesa e alguma brasileira. Mas acho que vou abrir o leque mesmo, isto começa a ficar apertado.

Taralhoca, lol! Era burra mesmo!

Gi, eu era uma cliente muito importante. Eu e os milhões de fãs meus que me seguiam. :)))

snowgaze disse...

oops mil desculpas, cuca

Castanha Pilada disse...

Lol!

mfc disse...

Parece que finalmente faliram...

Castanha Pilada disse...

É o que diz a Gi. Eu deixei de comprar!...

Fantasia Musical disse...

Ah, ah, ah, ah... Que engraçado! A minha mãe ainda a compra e eu divirto-me a ler as anedotas, claro que velhíssimas, mas que me divertem sempre. Da próxima vez que lá for a casa, lembrar-me-ei deste blogue :D

Castanha Pilada disse...

Ai ainda existe?