quinta-feira, 4 de junho de 2009

Duas miúdas adolescentes escolhiam um top de 3,90€ para uma delas, numa daquelas lojas giríssimas e acessíveis que não havia quando eu era da idade delas e por isso é que a gente se metia no tabaco e na droga e fazia outros disparates. Agora não sei porque é que eles se metem.

- Porque é que não levas azul?
- Azul não! Quero preto! Preto e mais nada! Porque eu sou assim, quando meto uma coisa na cabeça ninguém me tira!
E, três segundos depois:
- Olha este amarelo tão querido! Ai... se calhar vou levar amarelo.

É tão bom ser volátil à vontade, sem pesos na consciência!

8 comentários:

Miepeee disse...

Ela era daltonica :)

Castanha Pilada disse...

Então eu também sou...

Emiele disse...

E isso é quando se lhe metia uma coisa na cabeça! Se assim não fosse, nem consigo imaginar que escolhas faria.
:)))

Paula Raposo disse...

As coisas metidas na cabeça só saiem com dificuldade! Nós tínhamos a Porfírios, na baixa. Lembras-te?!
Beijos.

Gi disse...

E nessa loja a mão-de-obra não era chinesa e a troco de uma malga de arroz?

Mariquinhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariquinhas disse...

Volatilidade, pudera eu ter, ia ali e voltava, sem remorsos!

(Com 3,90 não ia muito longe)

Ps: O comentário eliminado era meu foi por lapso.

Castanha Pilada disse...

Emiele, se não fosse assim mudava de ideias mais umas vinte vezes.

Paula, qual baixa? Não deve ser a minha baixa, senão eu lembrava-me. :)))

Não Gi, era portuguesa e paga com contratos a prazo de empresas de trabalho temporário e porrada de horas a mais de trabalho não pago.

Mariquinhas, quem sabe onde se pode ir com 3,90!...