domingo, 28 de junho de 2009

No ciclo preparatório, discutíamos em grupo a gravidez acidental da prima mais velha duma colega:

- Acho que foi com uma vela.
- Estúpida! Não se pode ficar grávida com uma vela!
- Porquê?
- Não sei... Mas não pode. Eu já li.
- Onde?
- Já não me lembro.
- Não leste em lado nenhum, estás-te só a armar!
- Mas é verdade, ela tem razão! Não se pode ficar grávida com uma vela!
- Ai é? E porquê?
- Então, porque uma vela não tem... reacção.
- Ai é?
- Reacção? Mas que reacção? Que conversa tão parva!
- Então, reacção reacção! Não se mexe!
- Pois é! Como é que a vela fez isso?

9 comentários:

A Senhora disse...

Com vela?! :))))))))

Sim, vela não tem reação e nem graça alguma... :))

beijinhos

Miepeee disse...

Com vela ...ahahhha
Deve ter sido um milagre :P

Emiele disse...

Por isso se se «dá à luz». Os pobrezinhos à luz da vela, os mais ricos à luz eléctrica...

Paula Raposo disse...

Na altura em que eu também andava por essa idade tínhamos umas conversas parecidas! Eh eh beijos.

Mariquinhas disse...

Neste caso, talvez, não diria - Santa
inocência...

Mariquinhas disse...

"Agora sim", eu ouço a música, é uma belíssima escolha!

Castanha Pilada disse...

Senhora, há velinhas muito queridas!

Miepeee, e não me digas que não acreditas em milagres!

Paula, eram conversas com muito substracto!

Mariquinhas, santa, só no caso de ser uma velinha de igreja.

PreDatado disse...

Ela tinha ouvido a anedota da freira.

Castanha Pilada disse...

Conta!!!