segunda-feira, 1 de junho de 2009

O que eu sei é que quando eu era criança não havia Dia da Criança. As crianças eram apenas uns adultos em ponto pequeno que estavam em processo de modelagem e tinham mais era que se calar e tentar passar despercebidas, o mais possível.
A primeira vez que se ouviu falar de tal novidade foi no ano em que eu completei o 13.º aniversário. Embora não fosse propriamente o prototipo da matulona, já usava soutien e pensos higiénicos. Por isso, para mim, crianças eram os meus irmãos e os meus primos que ainda brincavam com legos e liam a Anita.
Não houve comemorações, nem actividades, nem programas especiais de televisão, nem saídas na escola. A única coisa de que me recordo é de terem andado a distribuir uns autocolantes com duas figurinhas de mãos dadas e uma flor, e os dizeres "1 de Junho - Dia Mundial da Criança". Entregaram-me um mas eu, quando vi do que se tratava, empertiguei-me e devolvi-o:
- Crianças? Crianças são os do ciclo!

10 comentários:

Mariquinhas disse...

Pois era, queríamos ser "grandes" a toda a força e penso que ainda hoje é assim, embora, os mais privilegiados tirem partido da vulnerabilidade dos pais a esse "dia" e não deixam passar a data sem um prémio.

Castanha Pilada disse...

Ah pois é, nesse dia qualquer matulão quer ser criancinha!

Emiele disse...

Castanha, quando EU era criança quase não havia «Dias de ...» Que me lembre havia o Dia da Mãe.
Mas a definição de Criança é para dizermos depressa «o que ainda não é adulto» ou seja o menor de 18 anos. Isso oficialmente. Claro que temos para aí muito matulão de 14 maiores do que as mães, mas isso é outra conversa.
........
A verdade é quer este respeito não há maneira de se encontrar equilíbrio - ou é demais ou de menos. Ou vemos crianças exploradas, maltratadas, abusadas, ou vemos uns tiranozinhos a serem «chefes de família».
Mas ainda se encontra crianças a sério, caramba! Eu tive uma!
:)

A Senhora disse...

Eu me lembro que nunca liguei para isso, mas quanddo percebi que meu pai estava "pisando fora" fiz tamanha chantagem que recebi uma Barbie.
Isso, porque eu nunca brinquei com bonecas...

Saltapocinhas disse...

no meu tempo nem santinhos havia, sniff...

Paula Raposo disse...

Quando eu era criança também não haviam Dias de Criança. Havia o Dia da Mãe a 8 de Dezembro e o do Pai a 19 de Março. E nós estávamos mesmo em modelagem...beijinhos.

Taralhoca disse...

Pois aqui a matulona, ontem, logo pela manhã, instou os seus progenitores a revelarem-lhe o paradeiro da sua prenda da dia da criança.
Não dizem que os filhos são sempre meninos para os pais? Ora pois... sujeitam-se, que isto crianças não é só te-las!

Castanha Pilada disse...

Emiele, claro que há, bolas! Claro que há!

Senhora, já eu tinha toneladas de bonecas e fatos de princesa. E histórias de princesas também.

Saltapocinhas, santinhos?! Lol!

Paula, por acaso não me lembro desse tal dia da mãe em Dezembro. Deve ter-se-me varrido.

Lol Taralhoca! A menina tenha vergonha!:)))

Emiele disse...

Atão!? Era a 8 de Dezembro que era Dia de Nossa Senhora não sei bem se da Conceição mas devia ser...
Nem é assim há tanto tempo como isso!
:)

(claro que sei que sabes - ai a confusão!! - que ainda há crianças que nem 8 nem 80... acredito que na tua casa a coisa também seja equilibrada, aquilo foi uma maneira de dizer que tenho um rico filho)

VAP disse...

A Castanha é muito engraçada!
Era mesmo assim!