sábado, 15 de agosto de 2009

Apesar dos anos de experiência que já tenho há coisas com que ainda não consigo lidar na perfeição. Não se trata, portanto, duma questão de tarimba, mas principalmente de temperamento.
Apareceu-me um senhor, simpático q.b., que usava aparelho para ouvir. No meio da conversa, fez questão de me contar, com grande excitação, que antes, quando não ouvia, estava dependente de todos, mas agora se sente um homem novo, consegue tratar do filho, ajudá-lo nas tarefas da escola e até viver sozinho e tratar de tudo. Eu, que não sou um orangotango, claro que entendi a questão. Claro que entendi a alegria dele! Claro que, no fundo, até fiquei um bocadinho emocionada! Não muito, mas um bocadinho assim...
Mas limitei-me a sorrir. Tenho a certeza que, se dissesse alguma coisa, ia parecer o Cavaco Silva no meio do povo a tentar ser simpático e a ser tão convincente disso como uma raposa no meio dum galinheiro. Há pessoas que não dá.

8 comentários:

mfc disse...

Como te percebo....

Castanha Pilada disse...

:)

Mariquinhas disse...

Para mim, nesse caso,um sorriso valeria mais que 1000 palavras mas, também há quem não compreenda e prefira um ror de palavras vazias, até hipócritas!

Saltapocinhas disse...

Se calhar vendia desses aparelhos e andava a fazer publicidade!

Castanha Pilada disse...

Mariquinhas, há de facto quem tenha o verbo muito fácil...

Lol Saltapocinhas, mas eu ainda não preciso! Para já!...

Paula Raposo disse...

É preferível ficar calado. Concordo.

A Senhora disse...

Lembrei-me de meu pai, que usa aparelho. Então, vez ou outra tira, porque não aguenta tanta falação. São os dias em que ele está de excelente humor! :)

bjs

Castanha Pilada disse...

Paula :), tinha ficado com algumas dúvidas.

Senhora, isso sim deve dar um jeitão!!!