terça-feira, 18 de agosto de 2009

A senhora à minha frente era particularmente faladora.

- Vocês aqui têm um trabalho que não é nada fácil, não é não! É o que eu digo, não deve ser nada fácil estar aí atrás desse balcão!
- ...
- Mas também é o que eu digo, o que interessa é gostar do que se faz! A gente gostando, facilita tudo! Eu gosto muito do meu trabalho!
- Então e o que é que a senhora faz?
- Eu sou auxiliar no hospital! Adoro ver aquelas feridas fundas, que deitam pus! Aquelas que é preciso estar lá a ajudar a enfermeira a limpar com as gazes! Ai o que eu gosto daquilo, a sério!
- Ah... Eu prefiro trabalhar aqui...

6 comentários:

A Senhora disse...

Aaaaaaaaaaaaarrggggghhh!

Faz muito bem em preferir ficar atrás do balcão.

Por outro lado... ainda bem que existe pessoas como ela. :)

Paula Raposo disse...

Se todos gostassem do mesmo, era mesmo muito complicado!!

mariabesuga disse...

Pois eu se não tivesse ido para contabilista teria sido auxiliar de enfermagem... Acho que teria coragem para tratar essas cenas assim... Agora gostar de delirar com isso já é um cadinho de exagero...

Castanha Pilada disse...

Senhora, ainda bem... embora eu continue a achar que é doentio.

Pois era Paula, mesmo muito. Como se costuma dizer, tem que haver um testo para cada tacho. Mas isso não implica que eu não ache estranho tal gosto.

mariabesuga, eu também acho que devia ter ido para uma profissão assim. Para dieta. Aquilo era capaz de me tirar o apetite.

mfc disse...

Fffffffffffffffffffff...-se!

Castanha Pilada disse...

Eh eh eh!