sábado, 22 de agosto de 2009

...
Até que, naquele deserto, passou por nós uma outra família num outro carro mas quase de luxo. Era um Ford Escort. O senhor que vinha lá dentro com a mulher era mecânico e resolveu parar para perguntar se era preciso alguma coisa. Pois claro que era preciso alguma coisa, por exemplo, trocar o Ford Escort pelo nosso Fiat 600. Isso ele não fez, claro, mas pôs-se de volta do esgotadíssimo motor do nosso mini-carro e não saiu de lá até conseguir resolver o problema, e no fim nem quis que lhe pagassem.
Mas do que eu me lembro mesmo bem é da mulher dele. Uma espécie de bruxa das histórias que eu lia, de cabelo pintado de preto-azul e casaquinho de malha pelas costas apesar da brasa, que não se calou nem um minuto, sempre a dizer coisas simpáticas como - "Ai este homem faz sempre isto! Vê alguém enrascado, pára logo para ajudar. Que parvo! Eu bem me farto de lhe dizer, oh homem, deixa lá isso que não é nada connosco! As pessoas que resolvam os problemas delas, não é verdade? Mas ele não, tem que parar sempre! Que parvo me saiu este homem!"
Eu tenho ideia de ter pensado cá para comigo que não fazia parte do código dos adultos dizerem coisas daquelas, e que ela estava a ser um nadinha mal-educada, tanto connosco como com o marido. Mas estava de castigo e tinha que ficar calada.

6 comentários:

mfc disse...

Tens a certeza que ela não era a mãe da Vanda Stuart?!

Mariquinhas disse...

Logo, a Castanha tinha que estar de castigo, quando "essa"... Estava mesmo a pedi-las...:))
Não se poderá dizer que, nesse caso - "estão bem, um para o outro";))

Castanha Pilada disse...

Não sei mfc, podia ser...

Mariquinhas, se eu abria a boca era uma desgraça. Como costuma ser quando as crianças dizem o que pensam. Foi melhor assim. :)

A Senhora disse...

Se rindo do pai já ficou de castigo, imagino abrindo a boca para comentar da bruxa! :)))

bjs

Monday disse...

se comentasse da bruxa, teria saído do castigo, com certeza ...

Castanha Pilada disse...

Senhora, acho que vinha pela ravina abaixo.

Monday, tenho algumas dúvidas. Vê-se que não conheceste o meu pai.