sexta-feira, 16 de outubro de 2009

- Eu não tenho balança em casa. Não preciso.
Pasmei. Se uma balança é um companheiro inseparável de qualquer mulher que não goste de ser chamada João Manuel ou Zé Augusto, nunca imaginei que justamente para ela, sempre tão preocupada com a aparência, não o fosse.
- Mas tu passas a vida a fazer dietas! Como não tens balança?!
- Não tendo. Eu não avalio o meu estado físico em kilos, é em números de roupa.
- Sim, claro. Mas isso é perigoso. Eu consigo engordar uns cinco kilos à vontade antes das minhas calças me deixarem de servir.
- Ah, mas isso és tu que usas sacos de batatas! - explicou ela - Eu só compro roupa que me fique tão justa mas tão justa que eu me veja à rasquinha para apertar! O que é que pensas? Eu só respiro em condições depois de chegar a casa e vestir um fato de treino!

10 comentários:

Emiele disse...

:)))))
Com essa explicação nem é preciso mais nada!
Mas minha amiga Castanha, sabes que também não tenho balança! :) (e agora?...) Nunca conseguia acertar aquela droga, estragavam-se ao fim de poucos meses, era uma irritação. E a ideia da parva da tal senhora, não é má de todo - desde que não seja como ela faz. De facto quando engordo ou emagreço sinto de imediato na cintura nem nunca chego aos 5 quilos!!! Contudo, passo uma vez por mês pela farmácia que é pertíssimo, e dá-me mais confiança. E uma vez por mês chega muito bem...
:)

Mariquinhas disse...

Eu só ganhei o hábito de me pesar com alguma regularidade depois dos 45 anos, altura que comprei uma balança, para controlar o peso mas no sentido de ganhar mais uns "quilitos" - foi um período da minha vida que perdi muito peso - depois já estava a engordar, agora acho que estabilizei. Sempre gostei de roupa mais ou menos folgada mas tenho uma amiga que de um momento para o outro engordou excepcionalmente - ela é uma pessoa bem-disposta e dizia com graça - " eu, agora cá, nunca irei comprar roupa 2 números acima" - enquanto se esforçava para perder peso continuava a comprar o mesmo tamanho - como incentivo - dizia ela - entretanto volta e meia encontrava-a vestida como se estivesse num "colete-de-forças", mas nunca se desarmava - "estás a ver a roupa já me serve" :))

A Senhora disse...

Quem comprou a balança em casa foi André. Eu nunca me importei com isso. Ele, na verdade, ficou desesperado quando me viu perder peso rápido demais. Daí comecei a me pesar regularmente até o peso estabilizar novamente e todas as roupas me servirem novamente. Hoje mal olho para a balança.

Castanha Pilada disse...

Não me digam que eu sou aqui a única que usa a balança para não engordar! Não é justo!!!

Maria e Companhia disse...

Eu tenho balança para controlar o meu peso... acredito que até com o ar que respiro engordo...

Bom fim de semana...

Maria & Companhia

Castanha Pilada disse...

Finalmente alguém que me entende, lol!

Emiele disse...

Ai, ai... Eu não disse que não usava balança para não engordar, disse foi que as minhas se estragavam e que preferia passar pela farmácia aí uma vez por mês -até porque os 'estragos' se viam melhor :)

Castanha Pilada disse...

Lol! Por isso é que eu me peso sempre de manhã, sem roupinha e depois de uns minutos em zen para não partir a balança toda!

Mariquinhas disse...

"Maria e companhia", tem graça, podia ser a Maria + a Mariquinhas :))

Gi disse...

Tu não usas balança, tu usas Kcaloriança!