sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A senhora aproximou-se da minha mesa e, muito compenetrada do seu papel, perguntou-me:
- Dê-me uma informação por favor. A polícia mandou-me parar, pediu-me a carta de condução, mas como ela estava "ranhosada", disse-me para a vir trocar. É aqui?
Eu, achando que não era muito elegante perguntar-lhe o que entendia ela por carta "ranhosada", pedi-lhe para a ver. Estava danificada. Por momentos ainda pensei que seria rasurada, começava pela mesma letra... Mas não. Estava danificada. Como se pode trocar essa palavra por "ranhosada"?

8 comentários:

A Senhora disse...

Eu só vim a ler a palavra "ranhoso" nos blogs portugueses. Agora, ranhosada... :)


Adorei a sua música ambiente! :)

bjs

Taralhoca disse...

Ora bem, dizer que a estupora da carta estava danificada era chamar-lhe pouco. Ranhosada isso sim, já exprime o desprezo.

Mariquinhas disse...

heheh, ser-se encartada dessa coisa - "ranhosada"...A Taralhoca tem razão - decifrou o "enigma":))

(a música, como sempre, excelente)

mfc disse...

... os aliens são useiros e vezeiros nessa troca!

Castanha Pilada disse...

Senhora, ranhosada também não conhecia. É uma extensão da outra, digo eu...

Taralhoca e Mariquinhas, na volta é isso mesmo. Desprezo.

mfc, os aliens?!...

Emiele disse...

Bem, «danificada» é uma expressão um tanto erudita. E 'estragada', mais simples, era capaz de não corresponder ao que ela queria dizer.
Que expressão terá usado o policia? Fica-se com curiosidade :)
(também nunca tinha ouvido "ranhosada" mas é muito expressiva!)

bailaroska disse...

Bem, talvez a falta de um pacote de Kleenex tivesse dado à carta uma outra função...

Castanha Pilada disse...

Emiele, ranhosada é o climax do estragado!

Lol Bailaroska! Mesmo plastificada?