sexta-feira, 17 de julho de 2009

A minha avó tomou uma decisão e convocou todo o mulherio da família para ir limpar a drogaria do meu avô, à revelia. Segundo ela, aquela loja já não via uma limpeza há mais de trinta anos! Para mim foi uma excitação. Trinta anos era mais do triplo da minha idade na altura, o que significava que era bem possível encontrar ovos de dinossauro ao varrer o chão. Por isso, também quis ir!
Não encontrei os ovos, nem caveiras de pirata nem tesouros de princesa, mas também não me decepcionei. O lixo do chão já não saía à vassoura, mas saiu à picareta, em grossas camadas de bedum cinzento que, pensei eu, fariam as delícias de qualquer arqueólogo! Ou então, podia servir de plasticina, em quantidade suficiente para construir majestosas estátuas. Infelizmente não me deixaram mexer naquilo.

9 comentários:

Mariquinhas disse...

Essas limpezas, "à revelia", reconheço-as; o meu marido é muito avesso que se mexa no seu espaço de trabalho, mas também não o limpa, então, volta e meia faço uma limpeza geral que, mesmo deixando tudo no lugar, ele nota logo e acha sempre um objecto fora do lugar - é boa pessoa mas, neste particular, é muito chato.
Agora, essa tua idéia de dar forma artística a certo lixo é muito interessante e muito útil actualmente!

A Senhora disse...

:)))
Isso me lembrou esse me lembrou este vídeo: http://donadaasa.blogspot.com/2009/07/era-uma-vez_17.html

Acho que vou ter que esperar os 30 anos para entrar naquele bendito escritório de André. :(

beijinhos

Castanha Pilada disse...

Mariquinhas, eu fiz uma experiência com o meu ex-maridso, que foi a seguinte. Deixar acumular as meias dele na casa de banho até chegarem ao tecto. E mesmo assim não resultou, era como se nem as visse.

Lol Senhora, o meu avô passava-se com um etzinho desses!

Mariquinhas disse...

Tal e qual!

Paula Raposo disse...

Infelizmente...dizes bem! Porque daria para um grande divertimento. Beijos.

Saltapocinhas disse...

Ainda bem que não te deixaram mexer senão não estarias aqui a contar a história!!

Castanha Pilada disse...

Paula, eu já imaginava monumentos majestosos para pôr no meio de rotundas! E ainda nem as havia como agora!

Ah pois Saltapocinhas, disseram-me que aquilo era tóxico. Acreditas nisto???

Emiele disse...

Tenho a recordação de que tu e as meias têm uma relação complicada. Imagino que para deixares amontoar as do teu marido, deve ter sido um esforço notável. Merecia mais sucesso...
O teu avô como reagiu quando viu a limpeza?...

Castanha Pilada disse...

Nem sei se ele reparou, lol!