quarta-feira, 4 de novembro de 2009

A avozinha, sem ninguém lhe perguntar nada mas entusiasmada pelo calor da festa de aniversário, resolveu desvendar um dos segredos mais bem guardados da família:
- Sabes quantos anos faço hoje? Setenta e nove!
A neta manteve-se calada.
- Sei o que deves estar a pensar - continuou a avó - deves estar a pensar que eu sou mesmo velha!
- Não - pensou a neta - estou a pensar que és mesmo mentirosa.

6 comentários:

A Senhora disse...

Minha sogra tem 82 anos mas aparenta menos. Mesmo assim, meu menor é capaz de dizer: credo, Luzia, como você é velha!
São sempre adoráveis! :)

Mariquinhas disse...

Tem graça, tenho uma tia que rouba sempre dois anos à sua idade, nem que fizesse muita diferença, ela hoje em dia tem 77 anos e diz que tem 75. :))
Não sei se sou só eu, talvez por andar distraída, que penso que essa coisa de não gostar de dizer a idade, certa,já não é tão vulgar como era...mas por outro lado há as que não sabem envelhecer e até fazem plásticas... em suma estou toda baralhada:))

Paula Raposo disse...

Eh eh eh
Ainda não percebi a ideia de as pessoas esconderem a idade...mas pronto, cada um tem a sua mania.

Castanha Pilada disse...

Senhora, são uns queridos!

Mariquinhas, neste caso era os anos terminados em zero. A senhora ficava sempre uns anos no nove anterior.

Paula, nem eu. Eu até acho mais interessante mentir para cima.

Emiele disse...

Sabes que te entendo, Castanha. Muitas vezes (quero dizer algumas vezes) também 'minto para cima', ou seja «arredondo» para os anos que vou fazer. É que - pelo menos por enquanto - gosto bem de ouvir «Não acredito! Está tão bem conservada!» enquanto quem mente a tirar anos arrisca-se a que pensem «Tadita, está muito estragada, parece ter muitos mais...»

Castanha Pilada disse...

É não é?