terça-feira, 10 de novembro de 2009

Uma história que eu sempre achei estúpida mas não podia dizer era a de S. Martinho. Naquele tempo não podíamos dizer que achávamos imbecil uma coisa que vinha no nosso livro de leitura. Mas a mim, ninguém metia na cabeça que Deus era uma pessoa de bem e muito menos que tivesse os cinco litrinhos aferidos. Cabe na cabeça de alguém que quem tem poder para tudo e mais alguma coisa...

a) deixe que faça frio e chova em cima dum mendigo quase nu?
b) espere que um cavaleiro corte ao meio uma capa que deve ter sido super-cara para logo a seguir fazer parar a chuva e abrir o sol?

Deus anda a gozar com isto tudo? Se fosse filho do meu pai e da minha mãe, já estava a levar um ralhete! Dos grandes!

7 comentários:

Mariquinhas disse...

Era preciso rezar mais - dizia o padre na missa - são castigos de Deus...
Eu bem que rezava mas Deus não me ouvia e os castigados eram, quase, sempre os mesmos - eu sentia-me culpada...Um certo dia a minha avó, uma mulher muito terra a terra, diz-me que sempre fora assim e que eu não me preocupasse...Aí, então, fiquei confusa ;))

Emiele disse...

Era de facto um moralidade um tanto irritante. Como os meninos que não gostam de sopa e os pais lhes explicam que estão cheios de sorte em terem sopa porque há meninos com fome, e eles pensam lá consigo «mas dêem-lhe a minha!!»

Saltapocinhas disse...

Ainda bem que não és minha aluna, senão levavas com a história com tudo a preceito! Capa partida ao meio e tudo!
Às vezes levo com umas decepções, como a de hoje, mas pronto...
(ver o meu blog)

Saltapocinhas disse...

Ainda bem que não és minha aluna, senão levavas com a história com tudo a preceito! Capa partida ao meio e tudo!
Às vezes levo com umas decepções, como a de hoje, mas pronto...
(ver o meu blog)

Castanha Pilada disse...

Acredito Mariquinhas, a lógica do mundo real é muito desconcertante quando somos crianças.

Lol Emiele, quem já não pensou isso?

Saltapocinhas já vi, mas não foi assim tão mau. Pelo menos mantiveram-se dentro da temática! Lol!

King disse...

Olá! Vim aqui do Populo, e é mesmo isso!!! (bem, a Emiele transcreveu quase tudo)
Afinal se o cavaleiro tinha armadura e cavalo e mais não sei o quê bem podia deixar-lhe a capa inteira! Ou já agora dar-lhe boleia até um sítio mais resguardado, a 'gasolina' era a mesma.
Era um santo um tanto somítico....

Castanha Pilada disse...

Os santos são gajos difíceis de entender. No geral...