sábado, 24 de janeiro de 2009

Sair do trabalho demasiado tarde, quando os outros já saíram todos, tem destas coisas.
Quando há uns dias tive que ir ao arquivo depois da hora, o quadro eléctrico já estava desligado. Como não há janelas naquele lugar, nem um raiozinho de lua havia para iluminar fosse o que fosse. Mas como conheço muito bem o percurso até ao que queria, optei por fazer o que tinha a fazer às escuras. Depois de lá estar há alguns segundos, os meus olhos começaram a habituar-se à escuridão e já conseguia vislumbrar os contornos das prateleiras mais altas à minha volta. Enquanto ia apalpando para encontrar o espaço onde tinha que meter um processo, passou-me pela cabeça uma cena de filme de série B, em que a mocinha indefesa é atacada de surpresa, no escuro, por um monstro mutante construído a partir de pedaços de coisas que encontraram na arrecadação dos estúdios.
E a verdade é que, quando atrás do local onde eu estava, algo caiu ao chão, apanhei um daqueles cagaços e só não corri dali para fora porque estava com medo de partir a cabeça numa estante.

13 comentários:

Miepeee disse...

Eu nao ia as escuras, esperava pelo dia seguinte.
E um bocado infantil mas tenho medo do escuro, tenho sempre a impressao que algo vai aparecer do nada. So aqui em casa e que nao me importo porque ha sempre alguma luz que entra pelas janelas.

Mai disse...

Já me ocorreu algo assim.
Mas o que é pior é que não estava de todo escuro.
Mesmo assim, peguei a bolsa e fui embora... Não estava conseguindo mesmo trabalhar... O 'cagaço' dá dor de barriga...
Depois é pior.

Abraços.

A Senhora disse...

:)))))

O seu filme de terror é ótimo! Quase vi o monstro gargalhando em folhas de processos! :)))

Aliás... boa idéia... rss

Branca disse...

A imaginação viaja numa situação dessas rs...

visitando aqui...gostei muito!

bom final de semana pra vc,
bjos.

PreDatado disse...

De repente me lembrei do livro de José Saramago, "Todos os Nomes". Se encontrar leia e lembre-se deste seu post.

Monday disse...

escuro proporciona isso mesmo ... eu já achei que irias encontrar um casal a arrefecer o calor e as vontades de correr riscos ...

Castanha Pilada disse...

Miepeee, ter medo do escuro é perfeitamente comum. É como ter medo de serpentes ou das brigadas de trânsito.

Pois é Mai, o medo vem da nossa cabeça.

Senhora, eu não o cheguei a ver mas devia ser terrível :)))

Obrigada Branca, volta sempre. :)

Predatado, só li dois livros dele até hoje, e esse nem sequer tenho. Mas agora fiquei curiosa.

Monday, calor não tem havido nenhum por aqui. E aquele arquivo é um gelo, acho que não se proporciona muito, lol!

mfc disse...

Olha se fosse o Brad Pitt... até te imaginavas naquele filme...

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Kakakaka
Amei o post e lembrei-me de algo parecido que aconteceu comigo no trabalho...
Tinha que guardar algo numa seção que estava toda as escuras.
Era algo facil e rápido, mas quando lá estava, ouvi algo se mexer e simplesmente sai correndo... rs

Gi disse...

Tu tens "pancas" com monstros, mulher.
Tu desenhas montros, tu imaginas monstros, fazes filmes com monstros ...

Castanha Pilada disse...

mfc, o Brad Pitt não faz muito o meu estilo, sei lá, prefiro-os verdadeiros.

Ai Nós os Cachorros, somos tão impressionáveis!

Gi, pensando bem... Lol!

Emiele disse...

Cá eu, acho que nem lá tinha entrado!!! Ou há luz ou nada feito!!
:)))

Castanha Pilada disse...

A sério???!!! Ainda há piores do que eu???!!! LOLLL!